O guia para aprender o básico de JavaFX

Olá pessoal,

Há uns dias eu apresentei o meu projeto pessoal aprendendo-*. Recentemente eu consegui cobrir toda a API básica do JavaFX, gerando um guia interessante para quem quer rapidamente aprender o básico da tecnologia JavaFX, veja:

 

O que é JavaFX?

 

Fiquem a vontade para comentar, criticar e até contribuir com algo. O objetivo é reunir o conteúdo em um mini-livro atualizado para JavaFX 8.

Ainda estamos no início dessa ideia, mas continue acompanhando, pois o livro será gratuito e disponível para download!

 

 

Anúncios

Aprendendo Java e muito mais com a série de blogs “aprendendo-*”

Olá pessoal,

Faz bastante tempo que não posto por aqui! Essa postagem é bem rápida para divulgar esse projeto pessoal de blogs onde tenho uma série chamada aprendendo-*, onde eu mesmo blogo sobre diversos assuntos. Atualmente tenho os seguintes blogs

 

Blog sobre JavaFX http://aprendendo-javafx.blogspot.com.br/

Blog sobre JavaEE http://aprendendo-javaee.blogspot.com.br/

Blog sobre JavaSE http://aprendendo-javase.blogspot.com.br/

Temos também nosso canal no youtube: https://www.youtube.com/channel/UCqcrA3XWMvkFotZ4WNgBMsg

A ideia é estender para diversas áreas sempre com exemplos e material em português. Todos os blogs vão ter os tópicos bem organizados e assim que os tópicos básicos forem cobertos, focaremos em postagens mais avançandas e menos frequentes, ficando o blog como base de conhecimento para todos!

Gostou? Apoie a ideia curtindo nossa página no facebook e compartilhando nossas postagens! Obrigado.

Apresentações e novo blog sobre JavaFX

Em Julho fiz duas apresentações sobre JavaFX para o TDC – The Developer Conference logo após ter apresentado sobre esse tema no nosso JUG Local, o JUG Vale. Esse mês também fiz outra apresentação para o TDC na edição de Florianópolis.

Como os eventos mostraram bastante resultados e muita gente interessada, resolvi criar o blog Aprendendo JavaFX.  Nele iremos falar dos aspectos básicos da tecnologia para habilitar o leitor a criar aplicações com JavaFX. Depois de cobrir os tópicos básicos, vamos focar em apresentar aplicações do mundo real.

Abaixo estão os slides da apresentação mais recente que fiz para o TDC:

Acesse o blog e deixe seu comentário!

Java consumindo menos memória que uma página do Gmail?

Eu estava vendo o status do projeto Pivot e algo me chamou a atenção: uma aplicação Java no navegador está consumindo menos que o meu GMail aberto. O mesmo vale para outras páginas. Vejam abaixo as evidências disso:

Total da aplicação Java(aproximadamente) = 1 + 48 + 11 + 12 = 72;
Gmail = 90 (sem contar a parte do Browser em sí)

Estamos falando de uma aplicação de demonstração de uma tecnologia, ou seja, contém todos os possíveis componentes do Pivot. Mais uma coisa, o navegador também estava consumindo muito mais, eu estava levando em conta só o processo do GMail, lembrando que ele precisa do chrome, que “come” mais um pouquinho. Um outro ponto importante é que eu mexi na aplicação para caramba para garantir que ela estaria usando tudo(várias instâncias já criadas) e não era somente um uso de memória da aplicação aberta. Depois de um tempo mexendo, o uso de  memória parou nesse valor (aprox. 48 mb), mas começou com em torno de 20 mb.

Não sou advogado do diabo, mas isso deve ser levado em conta na hora de escolher sua tecnologia e hoje com a volta do cliente rico Java (através do JavaFX), o desenvolvedor tem tudo que necessita em suas mãos.  Isso sem contar que teoricamente o JavaFX seria mais leve (e vai melhorar, pois será parte do Java 8) que o Pivot, pois contém uma API gráfica melhorada e recursos de aceleração gráfica(quando necessários).

Pense nisso!

OBS: Obviamente esse post não é sobre uma comparação mega profissional com todos os parâmetros e “testes de fogo” com as tecnologias. Não é também uma mega propaganda para o Java e nem um “flame”. A idéia é que antes essas aplicações Java “engoliam” memória e hoje a situação é outra: Java está muito mais leve!

Início Rápido em JavaFX com o livro “JavaFX 2.0: Introduction by Example”

JavaFX 2.0 tem menos de 2 anos de vida e já conta com diversos blogueiros ativos e muitas aplicações e exemplos espalhados pela internet. No entanto, o que mais impressiona é a qualidade dos livros já lançados. Um desses livros é o “JavaFX 2.0: Introduction by Example“, o qual fui gentilmente convidado pelo autor, o senhor Carl Dea, para fazer uma review.

“JavaFX é agora Java” é a mudança mais marcante no JavaFX 2.0, mas a API do JavaFX também traz novidades na forma que criamos GUI em Java. Se você é um programador Java e quer rapidamente começar com JavaFX este é o livro para você.

Através dos exemplos, você vai entender como a API gráfica do JavaFX funciona. De uma forma prática, sem explicações profundas  e teóricas e com mais foco no código, o livro apresenta as principais características do JavaFX tais como “binding”, controles de interface, como trabalhar com vídeos e áudio, efeitos gráficos entre outros.

Eu também sugeriria esse livro para professores que gostam de utilizar laboratórios em suas aulas por que acredito que os estudantes não se entediaram nos estudos e verão os resultados do que aprenderam imediatamente, sem ter que enfrentar um semestre inteiro de intensas teorias para depois ter que aplicar o que viram. Se você é um hobbysta de aplicações gráficas e quer conhecer JavaFX, o livro também é uma boa pedida.

Os exemplos em “JavaFX 2.0: Introduction by Example” são claros e bem explicados. O senhor Dea se atentou a detalhes descrevendo o que há de novo em cada exemplo apresentado no decorrer do livro.

É claro que essa abordagem também tem um custo. Você não vai se tornar um especialista em Java e nem saber todas as APIs relacionadas a nova API gráfica do JavaFX somente lendo esse livro, mas essa não é a intenção. Então, se você quer se aprofundar em curto período para aprender os básicos de JavaFX, esse é o livro para você!

(também postei uma versão em inglês no site da Amazon)

Visage com suporte a novos tipos e valores literais

Olá pessoal!

Este ano promete ser melhor para o JavaFX com o JavaFX 2.0, cuja versão de “early access” deve ser lançada aproximadamente em fevereiro.

Mas esse post é sobre o Visage! Stephen Chin não parou nem no ano novo e fiz diversos commits no código da linguagem que promete manter o JavaFX Script vivo.

Foram adicionadas novas literais, novos tipos de variáveis. Color, Length e Angle são esses novos tipos. Será possível definir uma cor como um tipo, e sobre esse tipo podemos adicionar métodos específicos, como, por exemplo, operações aritméticas.

Para entender melhor, usamos a String como exemplo. Não temos String em C, mas em Java String é um tipo representado por aspas. O mesmo acontece com ângulo, cor e largura no Visage. Podemos ter variáveis do tipo cor e atribuir valores aproximados do mundo real, aumentando a abstração com a qual programamos.

No “falecido” JavaFX Script tínhamos o “Duration”, onde podíamos definir valores do tipo 1m (1 minuto) ou 20s (20 segundos). Com os novos tipos podemos fazer:

  • Ângulo:

    Angle a = 90deg;
    Angle a = .25turn;
    Angle a = Angle.valueOf(Math.PI / 2, AngleUnit.RADIAN);

  • Largura:


    5cm + 5mm
    5cm - 5mm
    5mm / 2
    5cm / 5mm
    5mm < 5cm

    Conforme o post de Stephen, o Visage ainda suporta outros sub-tipos de larguras.

  • Cores

    Rectangle {
    color: #CCCCCC // gray
    }

    É possível definir a opacidade da cor também, através de um “pipe”:

    #OOOOFF|88 //Azul com 88 de opacidade

Assim como as Strings, será possível definir métodos para os tipos. Na String temos métodos muito úteis como subString, trim, entre outros. Provavelmente nas classes que temos as literais teremos métodos úteis também.

Essa não a primeira melhoria feita no Visage. Há uns meses atrás a linguagem também ganhou atributos defaut.

Lembrando que o Visage tem um compilador versátil e outras plataformas também estão na mira da linguagem, como o Android.

JavaFX: A linguagem morre, mas a plataforma está melhor que nunca

Antes de tudo quero dizer que não concordo com o que a Oracle fez matando o JavaFX Script. Muitos investimentos serão perdidos e pessoas sofrerão com isso…

A idéia nesse post é dizer que com o que foi anunciado até agora a plataforma JavaFX está em seu melhor momento: navegador interno do JavaFX, CSS 3, integração com diversas linguagens alto nível.

O fato é que muitas pessoas que realmente investiram no JavaFX me procuraram por gmail e msn querendo saber mais quando foi anunciado, pois o boato estava no nível que JavaFX inteiro estava morto. A tecnologia JavaFX está viva e vai ficar dentro do Java nas próximas releases

O mundo é dinâmico, temos que nos atentar a qualquer coisa que esteja acontecendo. Há meses ficou óbvio que JavaFX Script estava enfraquecido: não mais posts oficiais sobre a linguagem; FXEperience não falava mais dos hacks deles quanto a linguagem; JFXtras tinha parado “do nada”; RedFX, cujo projeto eu tive contato diretamente, também tinha parado… Entre outros.

Fica aqui a sugestão pra quem nunca viveu um momento desses começar a se atentar e sempre olhar o mundo ao redor. Eu, pessoalmente, sempre estive envolvido com muitas tecnologias não JavaFX, mesmo tendo um envolvimento maior com essa. Comentários hoje que sofri das mais diversas partes do tipo “se fudeu”, ou “seu trabalho foi desperdiçado” só mostraram que pessoas incapazes pensam que todos ao redor são assim. Enquanto eu tiver saúde buscarei estar mais preparado do que nunca para qualquer situação :).